adestrar-cão
Dando a patinha.

Uma das fases mais importantes de um cachorro é a sua infância, pois é nessa época que os ensinamentos  são adquiridos com mais facilidade. Uma vez passada essa fase fica um pouco mais difícil de adestrar o cão. Portanto, comece o mais rápido possível a colocar em prática os conceitos que irá aprender, são nos primeiros 3 a 4 meses de vida que se devem ser ensinados os comandos para adestrar, para que mais tarde sejam evitados problemas de relacionamento entre cão e homem e que para a convivência entre eles seja mais a prazerosa possível. No entanto se seu canino já é adulto não se preocupe todas essas dicas para adestrar também irão funcionar muito bem.

1° Passo: Ensinando seu cão a passear – Sabe aquele cachorro que vive puxando a coleira e que é chato e pesado passear com ele, então isso pode ter se dado por falha na hora de adestrar. O cãozinho que não tem uma rotina de passeios bem definida e que vive sempre preso, cria em sua mente uma desejo de querer sair todo o tempo e quando sai não quer voltar a aquela realidade de aprisionamento. Assim para adestrar o seu cão, acostume-o, desde cedo, à rotina de passeios e saídas. Não o deixe preso o tempo todo, mas só quando necessário, que você terá um cão que não te de trabalho na hora de sair e que não é muito ansioso e agitado.

Aprendendo-a-adestrar
Correndo solto

2° Passo: Cuidando da ansiedade e da agitação do seu cachorro – Muita das vezes com medo de por em risco a vida do cachorro o dono acaba por superprotegê-lo, mal sabe ele que fazendo isto esta pondo em risco a saúde e o bem estar do cão. Assim como os humanos, os cães também podem adquirir problemas psíquicos que os deixem inseguros, dependentes e estressados em excesso, se tornando animais complicados de adestrar. Por isso é necessário que o deixe criar certa independência, permitindo-o correr solto em um parque ou nadar em um rio por exemplo.

3° Passo: Mostrando o lugar correto para fazer as necessidades – Adestrar o seu cão para fazer as suas necessidades em um determinado lugar não é um bicho de sete cabeças como pensa. É simples, dê uma recompensa a ele quando acertar o local. É preciso paciência para se adestrar, no entanto, quando ele começar a perceber rapidinho vai querer fazer o cocô no lugar correto. Se for filhote, é mais fácil ainda adestrar, coloque-o uns 20 ou 30 minutos, todos os dias depois das refeições, perto de onde quer que ele faça as necessidades. Assim ele irá criar o costume de evacuar naquele local.

4° Passo: Demonstrando quem é o líder da matilha – Uma das principais características dos caninos é a vivência em matilha. Desde os primórdios da humanidade, os cães e lobos se adaptaram para viver e caçar em conjunto. Portanto, os cães sentem em todo o tempo que estão em uma matilha. A família que o adquiriu, para ele, é uma matilha. Logo para começar a adestrar o seu cão em sua a casa, é preciso que ele sempre pense que é o membro mais frágil e que o mais forte é você. Quando um cão pensa ser o mais forte vai querer sempre demonstrar isso e ficará disputando território com o dono. Será difícil adestrar e ensinar qualquer tipo de comando á ele. Em uma matilha quem come primeiro é sempre o líder, o mais forte. Então para adestrar o seu cão coma sempre primeiro que ele e na frente dele, assim que terminar coloque a comida dele.  Seja forte se ele rosnar ou latir pra você, não demonstre medo e mostre a ele quem esta no comando. Tudo isso sem violência e maus tratos, por favor, não são necessários para adestrar.

5° Passo: Estude os princípios do adestramento e a raça do seu petTodos os passos ensinados até aqui são o começo de um processo de aprendizado para quem quer adestrar um cachorro. Por isso, é fundamental que os princípios passados aqui sejam colocados em prática mas com a noção de qual raça está sendo trabalhada. Para um Poodle, um Pastor Alemão ou um Border Collie, as práticas ensinadas aqui são apresentadas de uma maneira, pois são cães mais inteligentes. Já para um Boxer, um buldogue ou um shar pei, que são cães menos inteligentes, a repetição se torna fundamental. Portanto, é muito importante que o dono conheça a capacidade do seu animal para tratar com ele por níveis.

O-Basico-do-adestrar-cãoTodas essas dicas são simples e práticas, para adestrar o seu cão, que lhe ajudaram a melhorar a convivência com o seu ele  e ajuda-lo a ter uma vida mais feliz. No entanto, isso que aprendeu é só uma parte do conhecimento necessário para adestrar cães. Você pode e deve se aprofundar no assunto e se tornar um adestrador. Ensinar o seu cãozinho a dar a patinha, sentar, rolar, ficar, passear sem coleira, atacar quando necessário, pegar objetos e muito mais. Para isso preparamos um material completo para lhe ensinar a arte que é adestrar um cão.

Conheça os principais passos para o adestramento