São muitos os cães que possuem o instinto de latir e proteger o dono quando percebem uma ameaça. No entanto, os cães que pertencem ao grupo 2, segundo a Cinofilia internacional, reúnem características específicas. Esses animais tendem a ser úteis para tarefas diárias e no auxilio ao dono nas demais coisas. Por isso são chamados de cães de guarda, trabalho e utilidade. A polícia militar costuma adestrar esses cães para ajudar na manutenção da segurança em ambientes de grande movimento.

Abaixo estão as raças do grupo 2, boiadeiros, molossoides, montanheses suíços, pinschers, schnauzers e raças parecidas:

Affenpinscher

Affenpinscher

Bernese-Mountain-Dog

Bernese Mountain Dog

Boxer

Boxer

Bulldog

Bulldog

Bullmastiff

Bullmastiff

Cane-Corso-Italiano

Cane Corso Italiano

Cão-da-Serra-da-Estrela

Cão da Serra da Estrela

Cão-Fila-de-São-Miguel

Cão Fila de São Miguel

Cimarron-Uruguaio

Cimarrón Uruguayo

Dogo-Argentino

Dogo Argentino

Dogue-Alemão

Dogue Alemão

Dogue-de-Bordeaux

Dogue de Bordeaux

Fila-Brasileiro

Fila Brasileiro

Mastiff

Mastiff

Mastim-Tibetano

Mastim Tibetano

Mastino-Napoletano

Mastino Napoletano

Pastor-dos-Pirineus

Pastor dos Pirineus

Pinscher

Pinscher

São-Bernardo

São Bernardo

Schnauzer-Miniatura

Schnauzer

Terra-Nova

Terra Nova

Tosa

Tosa

Cachorros como Doberman, Boxer, Cane Corso e Shar Pei, fazem parte deste grupo por possuírem características de pensamento, instinto e habilidade que os fazem capazes de desempenhar diversas tarefas para o auxilio do ser humano. Por isso, são utilizados há séculos por grandes fazendeiros, proprietários de terras e homens que precisavam de proteção. Os cães do grupo 2 também são identificados por participar das Provas de Trabalho. Na lista das raças caninas de guarda podemos citar os cães de montanha, os mastins, os germânicos, os schnauzers e os pinschers.